Rafael Zafalon
A poesia e a arte sublimam o caos!
Capa Textos Áudios Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Contato Links
Textos
Todo esboço carrega em si silêncio e som – o ruído, ineditismo tão desejado, deve ser transformado em repertório, dádiva de poucas. Acostumamos com a quantidade e perdemos a qualidade, legado advindo do Fordismo que, direta ou indiretamente, infectou o cenário artístico.

Em sua obra e linguagem própria, Mónica Mendes representa aspectos sociais e políticos pertinentes, tornando-a identitária e convidativa. Seu trabalho é objetivo, refletindo os prazeres e angústias da vida.

Em “Pacificando”, a artista retrata parte do cenário cotidiano de muitos brasileiros. Instigando e aguçando sua criatividade, entre a desigualdade e o caos social, Mónica Mendes desenvolve seu laboratório plástico.

Rafael Ruiz Zafalon de Paula é Doctor in Fine Visual Arts (Honoris Causa) pela EBWU (Miami-FL); Doutor Honoris Causa em Belas Artes pela EBU (Brasília-DF); Especialista em Conservação e Restauração de Obras de Arte pelo Centro Educacional de Lisboa (NIPC 514363711); Tecnólogo em Design de Interiores pela FASULMG; Bacharelando em Arquitetura e Urbanismo UNICEP; Assessor de investimentos em obras de arte, atua na certificação de autenticidade, por perícia grafográfica, estilo, angulação, pressão, formato e estrutura; Leiloeiro Oficial inscrito na Junta Comercial do Estado de São Paulo (JUCESP) desde 2020 sob o nº 1159; Idealizou o 1º Salão Nacional de Artes Visuais “Virgínia Artigas” e também foi autor e organizador no 1º Salão Nacional de Artes Visuais da Quarentena. É autor da “Turminha do Lepo”, a primeira marca inspirada na fissura labiopalatina e as peripécias do convívio social. Em sua carreira artística e literária, foi premiado e mencionado honrosamente em importantes festivais, nacionais e internacionais.
Rafael Zafalon
Enviado por Rafael Zafalon em 17/11/2020
Alterado em 17/11/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários